quinta-feira, 30 de junho de 2016

Parque de diversões Tibidabo - Barcelona

Desde a primeira vez que estive em Barcelona há alguns anos atrás, sempre me chamou a atenção um "castelo" que ficava em cima de um morro. Lá no alto. Visto de quase todos os pontos da cidade. Sempre me perguntei o que seria aquilo e pq eu não poderia ir lá visitar.

Agora, morando em Barcelona, resolvi pesquisar um pouco mais sobre o tal castelo e descobri que era ali que ficava o parque Tibidabo. Temperaturas mais amenas, um final de semana separado para curtir Barcelona e redondezas e lá fomos nós.

O parque Tibidabo, fica no alto da Serra de Collserola, ao ladinho da Torre de Collserola (uma torre gigante de telecomunicações que vc vê ao longe por toda Barcelona). O Parc d`Atraccions del Tibidabo é uma espécie de parque vintage, com mais de 100 anos de história e que mistura o novo com brinquedos de "antigamente".

Muitas pessoas me desencorajaram de ir por achar que o preço não compensa. Eu acho o contrário. O ingresso não é baratinho, mas por ser um parque "diferente" vale super a pena.

Para chegar lá é preciso pegar a Linha 7 do Ferrocarriles. Como estamos perto da Praça da Catalunya, descemos na primeira entrada do metrô das Ramblas e ao invés de entramos a direito sentido metrô, viramos a esquerda sentido ferrocarriles.



Caso vc não tenha bilhete é possível comprar nas máquinas laranjas dentro da estação.

O trem que faz o percurso da L7 (Praça da Catalunya a Av. Tibidabo), sai a cada 20 minutos mais ou menos. E rapidinho chegamos a Av Tibidabo.

Da Estação Av Tibidado até o parque, vc tem duas opções: Tramvia Blau que é o bonde e custa 5.50 euros cada trecho (11 euros ida e volta) ou o ônibus 196 que funciona no sistema integrado ATM, ou seja, vc comprando o ticket de metro, tem direito a usar o ônibus sem pagar a mais por isto. Apesar de ser mais "glamouroso" o bonde, pegamos o ônibus por não precisar gastar mais por isto.


Tanto a parada de bonde, quanto a parada do ônibus, ficam em uma rua de subida, em frente a estação de trem.

Chegando lá em cima, partimos rumo a terceira parte do percurso para chegar ao parque: o funicular del Tibidabo.A subida e descida de funicular, custa 4.10 euros por pessoa. Caso vc opte somente por subir até o parque para apreciar a vista e mais nada (sim... é possível), o funicular custará 7.70 euros.

Vc verá um funicular nada moderno. De madeira e bem antigão mesmo. Achei que isto combina com o clima do lugar. rs....


E é ali na bilheteria do funicular, que vc também pode escolher o tipo de ingresso para curtir o parque.

São dois tipos:

1) A entrada completa que permite o visitante a ir em todos as atrações - 28.50 euros (até 90 cm de altura não paga e entre 90 e 120 cm custa 10.30 euros por pessoa).

2) A entrada caminho do céu que permite que vc a entrar nas atrações que eles chamam de caminho do céu (Talaia, Carrosel, Giradabo, Avión, Museo de Autómatas, Edifici Cel) e mais 3 atrações infantis.
Caso queira ia a algum outro brinquedo que não esteja na lista, pode-se pagar por fora.

Para ver mais informações sobre ingressos e preços, clique AQUI.

Assim que vc chega lá em cima, dá de cara com o "castelo" e que na verdade é uma Igreja chamada de Templo Expiatório do Sagrado Coração. Construída entre 1902 e 1961. Recebe este nome de Expiatório pq foi construída a partir de doações dos fiéis.


Infelizmente não pudemos tirar fotos de dentro da parte de baixo da Igreja pois estava tendo Missa. Só consegui tirar foto da parte de cima. Sim ... a Igreja tem "dois andares" e um andar não se comunica com o outro e possui "capelas" em separado. Não compreendi bem isto e nem achei explicações para o fato.






Sobre o parque em si...  Eu particularmente adorei!!!!  São vários "andares", afinal, ele fica no topo de uma serra e com muitas atrações !!! Ao mesmo tempo que vc encontra montanha russa, Carrossel Roda gigante entre outros brinquedos bem tradicionais de parques de diversões.












Vc também encontra o Miramiralls que é aquela sala de espelhos super legais que sempre vemos em desenhos animados mais antigos...


... um museu com aqueles brinquedos típicos americanos em que vc coloca uma moedinha e tudo se movimenta. Exemplo clássico é aquele filme do Tom Hanks, quero ser grande.



... um avião de mesmo modelo que realizou a primeira viagem entre Barcelona e Madrid. Esta atração, virou símbolo da cidade e foi inaugurada no parque, no dia 23 de Setembro de 1928!!!! O avião fica preso em uma grua e em 15 segundos, dá uma volta completa, impulsionado somente pela sua própria hélice !!! 



Muitos brinquedos infantis como por exemplo o carrinho bate bate para as crianças pequenas !!! Nunca tinha visto um bate bate que a pequena pudesse ir sozinha (ela se realizou)




A parte de alimentação, bem...é igual a todos os parques: cachorro quente, sanduíches, batata frita, pipoca e etc. Tem vários pontos de comida e restaurantes instalados pelo parque.



A vista do parque para Barcelona, é INCRÍVEL !!!! De todas as vistas que tive da cidade, esta foi a mais completa e a mais bonita. Mesmo que vc não queira curtir o parque, vale a pena subir até lá só para contemplar a vista.



Eu super recomendo o passeio. Adorei demais !!

Informações:

-> O parque de vários horários de funcionamento de acordo com a época do ano. Aconselho vc dar uma olhada no site do parque para conferir.  AQUI
 
->  Existe a possibilidade de ir de ônibus direto da Praça da Catalunya até a porta do parque. É o T2A. Ele faz ponto exatamente na esquina com a Rambla Catalunya, em frente da Cajamadrid. Porém ele só funciona a partir das 10:15h e nos dias de funcionamento do Parque. Se o Parque está fechado... ele não funciona.

-> No inverno o parque funciona, porém muitas das atrações estão fechadas para manutenção e reforma.

-> http://www.tibidabo.cat/es/



quarta-feira, 29 de junho de 2016

Cadaqués

E nossa última parada de um delicioso final de semana pela Costa Brava, foi em Cadaqués, mais uma cidade da Província de Girona. Uma cidadezinha encantadora, vizinha a Portilligard, local onde Gaudí viveu com sua amada esposa Gala por mais de 50 anos.

Saímos de Peratallada e seguimos em direção a Cadaqués. Viagem curta de cerca de 1 hora, com uma estrada de visual incrível. Lá de cima já dava para vermos o que estávamos para encontrar.



Assim que se chega em Cadaqués, vc é meio que direcionado para o único estacionamento público (e pago) da cidade e como não chegamos cedinho, foi bem complicado achar uma vaga. Do estacionamento para a orla da cidade, uma rápida caminhada de 10 minutos resolve. Nada complicado. Saindo do estacionamento, vire a esquerda, visualizou a estátua da liberdade, entre nesta rua (Avinguda Caritat Serinyana) e caminhe até o final (rs..........).


  
Este mapa, onde vc vê o P é o local do parking onde é preciso deixar o carro.
Se vc clicar na foto, ela abrirá em tamanho maior.

Chegamos na orla e demos de cara com uma feirinha repleta de produtos da região. Isto atrapalhou um pouco a vista inicial da cidade. Como eu queria ver a praia, passei por entre as barracas e dei de cara com estátua de Dalí.





A partir dali fomos caminhando meio que sem direção concreta e sem saber o que achar a frente. Em todos os lugares que procurei, não achei nenhum tipo de roteiro sobre o que ver, então caminhar nos perdendo por ruas e pequenas praias, foi nosso programa. Confesso que conforme fomos nos afastando da "praia principal", fui me apaixonando pelas casinhas brancas contrastando com aquele marzão azul ...
 










Durante a caminhada, acabamos passando por algumas casas onde famosos como Picasso e Miró passaram.



Como na cidade existe um trenzinho que nos leva por um tour local e como a pequena AMA trenzinhos... acabamos indo até a casa de Gaudí em Portilligard de trenzinho.




Nosso objetivo sempre foi conhecer por fora. Acho a genialidade de Gaudí muito "forte" para mim. Não sou muito chegada a arte que ele cultuou durante a sua vida. Então eu queria mesmo ver a arquitetura da casa e ponto. A casa de Gaudí foi construída a partir de 4 casas de pescadores da região. Me explicaram que ele ao visitar esta colônia de pescadores, se apaixonou perdidamente pelo lugar e decidiu então residir por ali. Realmente a vista da casa é um espetáculo e foi retratada em muitas obras do artista.






 Para visitar a casa, é preciso comprar ingresso antecipado e chegar lá na hora certinha!!!

http://www.salvador-dali.org/museus/casa-salvador-dali-portlligat/info-practica/es_horaris-i-preus/

A minha ideia inicial era conhecer também Cap de Creus que é o ponto mais oriental da Península Ibérica, a 672 metros de altitude, a 10 quilômetros de distância de Cadaqués, é uma reserva ambiental incrível com vistas mais incríveis ainda... mas como já estava tarde e precisávamos voltar para Barcelona, o passeio ficou para a próxima. Se vc se interessar em ver as fotos e buscar mais informações, clique AQUI e tem um vídeo bem bacana AQUI.

Relembrando, nós fizemos este roteiro pela Costa Brava de carro. De Barcelona até Cadaqués direto, é só vc pegar a rodovia C-31 e seguir em direção a Roses. Caso prefira trem/ônibus, vc pode pegar o trem pela Renfe até Figueres e depois seguir de ônibus até Cadaqués. A Estação de ônibus e a de trem, ficam uma ao lado da outra em Figueres.