segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Paris - Parte 2

Bom dia meninas !!!!!


Hoje enquanto lia meus posts antigos, me dei conta que falei um pouquinho da viagem para Madrid e para Toledo, mas abstraí completamente Barcelona (a cidade que mais gostei dentro da Espanha). Por isto ... depois de falar sobre Paris ... vou ter que dar uma pequena retrocedida e falar sobre Barcelona.

Explicações dadas ... hoje continuarei a falar sobre Paris.

Nosso segundo dia começou com a visita a Basilique du Sacré Couer. A Basílica está localizada no topo da montanha de Montmartre, o ponto mais alto da cidade e sua obra foi iniciada em 1875 e concluída em 1914, mas só foi oficialmente consagrada cinco anos depois, em virtude da ocupação alemã durante a Primeira Grande Guerra. A basílica do Sagrado Coração foi construída com mármore extraído da região de Seine-et-Marne, o que lhe proporciona uma tonalidade branca.

Assim que saímos do metrô, demos de cara com várias ruas lotadas de lojinhas vendendo de tudo um pouco em relação a souvenirs. Mas como no momento tudo que eu queria era chegar na tão falada Basília de Sacré Couer ... lá fomos nós.


Para se chegar lá em cima, você tem duas opções: ou sobe uns 400 degraus ou pega o bondinho. Como nós compramos um bilhete de metrô válido por 5 dias, nós tivemos direito a usar este mesmo bilhete para utilizar o bondinho. Caso você tenha disposição, suba pelas escadarias.


OBS: No blog Conexão Paris, eu li um post alertando os turistas em relação a um golpe nas escadarias de Montmartre.

“Ao subir as escadas em direção a Igreja Sacre Coeur, o turista se vê cercado por pessoas que tentam amarrar no seu pulso uma fitinha.”

Post completo: http://www.conexaoparis.com.br/2010/02/02/cuidado-com-golpe-nas-escadarias-de-montmartre/

Apesar de não ter sofrido nenhum tipo de golpe, pude constatar que realmente existem estas pessoas que tentam nos cercar para amarrar a tal da fitinha. Por isto, ATENÇÃO !!!!

A Basílica é LINDA demais !!!! Com certeza vale uma visita bem atenta para se observar todos os detalhes. Porém, não é permitido tirar fotos dentro da Basílica.



Foto: Google

Lá de cima, vc também terá uma vista muito bonita de Paris. Então é só preparar a máquina e tirar muitas fotos (rs....).

Montmartre é um bairro fascinante por causa do seu contraste, o mais boêmio dos bairros, tanto por sua vida noturna intensa como pelos seus váriossssssss Sex Shops que são encontrados caminhando pela Boulevard Rochechouart (indo de encontro ao famoso Moulin Rouge), quase chegando em Pigalle. Montmartre é também o bairro dos artistas, das prostitutas e dos pintores, aliás, grandes pintores como Cézane, Monet, Van Gogh e tantos outros eram seus frequentadores assíduos.

No nosso caso, nós resolvemos visitar a Basílica de Sacré Couer e deixamos para rodar em Montmartre em algum outro dia caso desse tempo ... Por isto, falarei desta parte, mais tarde.

Depois desta visita, pegamos novamente o metrô e rumamos em direção a Ópera Garnier, que é um dos mais importantes monumentos de Paris e um dos grandes representantes da arquitetura francesa. Ela foi construída durante a grande reforma da capital francesa orquestrada por Napoleão III e Barão Haussmann. A construção foi acompanhada pela abertura de uma grande avenida, a avenue de l´Opera, que ligava o castelo Tuileries, onde morava o Imperador, e a nova ópera. (O que resta deste castelo hoje é o Jardins des Tuileries, pois ele foi incendiado durante os violentos dias da revolução francesa). Sua fachada é decorada por esculturas que na época escandalizaram os puritanos e sua decoração interior é simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. A grande escada central é famosa pelo seu traçado, pelos mármores, pelas pinturas e mosaicos. A sala de espetáculos, mais impressionante ainda toda dourada e vermelha, tem um teto que contrasta furiosamente com o resto do decor. O pintor Chagall aí pintou seus anjos e personagens leves e flutuantes.





Após visitarmos a Ópera, lá fomos nós cultuarmos o templo do consumo: Galeria Laffayette . Eu não sou uma pessoa consumista e as minhas viagens não são baseadas nas lojas onde tenho que fazer compras, por isto ... não posso negar que a minha vontade em conhecer a Galeria Laffayette se resumia a admirar a sua arquitetura interna... e em relação a isto posso afirmar ... que arquitetura !!!!

Como nós viajamos na época em que toda a Europa estava em “Rebajas” (promoção), a Galeria estava simplesmente LOTADA !!! Eram mulheres para todos os lados se matando por uma bolsa de 200 euros (rs.......). São “somente” 10 andares !!!!! Tudo muito bem dividido em seções e super organizado. Para quem gosta de maquiagem e perfumes ... aquilo lá é o templo ... porém não é um dos lugares mais em conta para se comprar estes artigos (apesar de que eu gastei uma pequena fortuna comprando maquiagens da MAC). Durante o verão, no último andar da Galeria, você encontra um barzinho super charmoso e um “jardim” de grama sintética onde vc pode admirar mais uma vista de Paris e de quebra descansar as perninhas.







Nesta mesma região onde fica a Ópera Garnier e a Galeria Laggayette, caso você seja afixionado pela Apple, no dia 3 de Julho de 2010,uma loja gigante foi inaugurada por ali.

Depois deste longo passeio ... resolvemos terminar as nossas aventuras, passeando pelo Arco do Triunfo e a tão famosa Champs Elysées.

O Arc de Triomphe construído em comemoração às vitórias militares de Napoleão Bonaparte, o qual ordenou a sua construção em 1806. Inaugurado em 1836, a monumental obra detém, gravados, os nomes de 128 batalhas e 558 generais.

Ainda na parte externa, figuras em auto relevo ilustram as batalhas, conquistas militares e outras cenas da história da França. A figura mais famosa é a chamada “Partida dos Voluntários de 1792″, mais conhecido como A Marselhesa, esculpido por François Rude, representando a Pátria-mãe com as asas abertas estendidas chamando voluntários para lutar pela França.

No seu interior estão presentes maquetes, documentos e desenhos de sua construção guardados em um museu. E na parte superior possui um incrível terraço, de onde é possível obter uma vista singular da cidade de Paris.

O Arco do Triunfo, fica situado no alto dos Champs Elysées bem no centro da praça Charles de Gaulle de onde partem as doze principais avenidas da cidade. Apesar de se ter uma vista fantástica lá de cima,como nós já tínhamos subido na Torre Eiffel, decidimos não subir no Arco.

Caso você se anime a subir os váriosssss degraus ... ou ver o Arco de perto, utilizem o acesso subterrâneo. Tentar atravessar aquela avenida é loucura.




Sei que vou receber mais um monte de e-mails de meninas querendo me matar, mas ... para mim, a Champs Elysées é muito mais bonita vista pela televisão. Talvez eu tenha ficado com aquela imagem da Champs Elysées no Natal ... com todas aquelas luzes ... aquele glamour de pessoas lindas e super bem arrumadas por causa do frio ... Ao vivo ... achei uma rua “normal” (ok, normal normal ... nunca será), com um mundo de pessoas andando para baixo e para cima e alguns cafés bonitinhos, lotados e impossíveis de se conseguir uma mesinha. Não posso negar que passei boas horas andando pela Avenida, entrando nas mais diversas e conhecidas lojas, comprando algumas coisinhas ... esta experiência foi muito boa. Mas achei que ficou a desejar.





Olhando a Avenida para este lado ... a foto fica muito bonita.

Mas se olhar no sentido contrário ... nada demais.


* Créditos:





9 comentários:

Musa Magalhães disse...

Adorei a foto do pezinho pro alto na placa de Champs Elysees! :):):)

Até que suas fotos ficaram muito bonitas pra quem não achou Paris lá essas coisas, né, Tetê? Deu pra aproveitar. :)

Eu acho lindo esse nome "Sacre Coeur". rsrsrs

Qdo será minha vez?

Beijos!

Cynthia Barreto disse...

Muito bom este post, assim ajuda muito a quem vai viajar pra Lá!!

Lindas as fotos!

Beijos!!

Aloma disse...

Nossa!! Quanta coisa LINDA!!!!! Que sonho de viagem Maitê!!!! Beijos!

Jessica disse...

Tete
Q sonho heim!!!
Fotos magnificas...
Bjooo

Pâmella disse...

Amigaaaaaaaaaa que saudade de tiiiiiiiii!!!!!!! Consegui um tempo por aqui pra visitar minhas amadinhas queridas...

Como vc está???? Adoreiiii o post... cada foto lindaaaaa....

Beijossssssssss

Cris Rodrigues disse...

Que delícia, Paris!
A viagem parece ter sido maravilhosa!
Fui pra lá uma vez, fiquei 4 dias mas quero muito voltar. Além de ainda ter muita coisa pra conhecer, estava frio, e a gente conhece a cidade de outra maneira no verão, né?
Bjss

Flávia Shiroma disse...

Maitê, que lugares fantásticos!
Estou impressionada com dois lugares que vocênos mostrou aqui: a Ópera Garnier e a Galeria Lafayette!!! Já me imaginei no meio daquelas lojas maravilhosas comprando um vestido lindo para visitar a galeria! rs
Essas viagens são demais!!!!!!!!!!
Adorei!!!!!

Bibia Bueno disse...

Ai menina, que sonho!
Sabe, vou ser sincera que só vou ler esse post todo assim que eu tiver uma oportunidade de somente PENSAR em fazer uma viagem dessas, pois ando querendo largar tudo e fugir pra Europa! Hahahahahaha! mas volto, ô se volto! Assim terei dicas porque eu vou, ah se vou! rss

Sobre o prato, o da Gamela é outro. Mas o da C&C não foi assim tão barato! Mas eu ñão resisti! :)


Beijocas! =^ᴥ^=
Bia

Vida Boa Para Todos disse...

Paris e Paris sempre!! Lindas as fotos, beijos*