quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Paris - Parte 4

Bom dia meninas !!!


Hoje falaremos mais um pouco sobre Paris (rs.......). Eu sei que para muitas meninas estes post são super chatos ... mas como faço este blog um pouco do diário da minha vida e quero ajudar com informações algumas outras meninas que vão ou que irão conhecer estas cidades ... Desculpe para as que não gostam dos meus posts de viagens.

Nosso dia foi passear pela Île de la Cité.

Eu confesso que apesar de olhar nos mapas e analisar a topografia do local ... jamais poderia imaginar de que realmente existem “ilhas” no meio do Rio Sena. (rs........).

Pegamos o metrô e saltamos na Estação Cité . Pertinho da Estação, estava a nossa primeira parada “programada”: Igreja de Sainte Chapelle.


Sainte-Chapelle foi projetada por um arquiteto desconhecido e construída a mando do rei Luís IX em 1246.Concluída apenas 2 anos depois, fazia originalmente parte do complexo pertencente ao palácio real da França, e é a única estrutura dele que ainda está de pé.

Consta que Luis IX, após a morte seria canonizado como São Luis, desejava um templo à altura das relíquias que trouxera, em especial a verdadeira Coroa de Espinhos de Cristo, que havia comprado do Rei Bauduíno II, de Constantinopla.

Segundo os registros, a coroa de espinhos foi adquirida por cerca de três vezes o valor de construção da própria capela (135.000 libras um valor muito alto para a época, para se ter uma ideia, a construção da catedral gastou cerca de 45.000 libras, 1/3 do valor do objeto). Se a coroa era de fato a verdadeira e se a negociação foi a um preço justo jamais saberemos, mas com certeza Luis IX estava orgulhoso, e nos brindou com uma das mais belas igrejas do mundo.

Sua estrutura está dividida em 2: A capela inferior, que era usada pelos funcionários do palácio, e a superior, que era destinada ao rei e a corte. Na capela superior se encontram os famosos vitrais, considerados os mais belos do mundo em seu gênero, emoldurados em delicadas tramas de pedra sustentadas por colunas cuidadosamente pintadas. Sobre a capela está uma ampla abóbada decorada com o brasão da família real francesa. De longe essas flores-de-íris se parecem com estrelas e dão uma impressão de céu noturno ao ambiente.



Fotos google

Ao contrário da maioria das igrejas góticas onde predomina a penumbra, Sainte Chapelle é um verdadeiro mar de luzes coloridas que entram pelos quinze magníficos painéis de vidro decorados com mosaicos.

A Sainte Chapelle está situada, no interior do Palácio da Justiça e vc tem duas opções: Ou visita só a Igreja ou aproveita o ingresso em conjunto e visita a Igreja e o Palácio da Justiça.

Apesar de irmos em um horário cedo, a fila para se entrar na Igreja era simplesmente gigante !!!!!!! Fui andando até o início da fila e tomei um choque ao ver que o precinho para se entrar era de apenas 16 euros !!!! Neste momento desisti ... Resolvi conhecer outros lugares e depois caso sobrasse tempo, eu entraria na Igreja ... (coisa que não aconteceu).

Dizem que a visita a esta Igreja é praticamente obrigatória, que é a Igreja mais LINDA de toda Paris ... Se você tiver tempo sobrando, boa vontade para enfrentar as filas do verão e desapego ao dinheiro ... vale a pena a visita. Eu preferi deixar para uma viagem futura. (16 * 2,40 = R$ 38,40 por pessoa para visitar a Igreja ).

Pertinho da Sainte Chapelle ... (seguindo a rua em direção contrária a dos carros), você dará em frente a Berthillon, considerado o melhor sorvete de Paris. Eu conheci esta sorveteria enquanto pesquisava sobre a cidade e como uma pessoa fascinada por sorvetes ... esta parada seria obrigatória.

“Os críticos gastronômicos consideram que os crèmes glacées (sorvetes a base de leite e gema de ovo) e os sorbets (base de frutas e água) insulares não perdem em sabor para nenhum outro fabricado no planeta.”

A minha opção foi sorvete de frutas silvestres ... Uma verdadeira DELÍCIA !!!!! Vale super a pena degustar um sorvetinho enquanto passeia.




Do sorvete, seguimos andando por mais um pequeno quarteirão e seguimos para a Catedral de Notre Dame.

A Catedral de Notre-Dame de Paris é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. Iniciada sua construção no ano de 1163, é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo (daí o nome Notre-Dame – Nossa Senhora).


Foram 170 anos de trabalho de milhares de arquitetos e artesãos medievais. Foi erguida sobre um templo romano e concluída em 1330.

Vários reis e rainhas foram ali coroados (Foi na Notre Dame onde ocorreu a beatificação de Joana d’Arc, em 1909) e também foi palco de violência, quando foi saqueada por revolucionários, que transformaram em depósito de vinho. Sendo recuperada e restaurada na época de Napoleão.

Para quem ainda não sabe de qual Catedral estou falando ... É a famosa catedral do "Corcunda de Notre Dame" !!! E que atrai turistas do mundo inteiro interessados em ver as suas tão famosas gárgulas. (para isto é preciso subir “apenas” 422 degraus) (rs....).

Reparem na Sacre Couer lá no fundo da foto

Na fachada oeste da catedral de Notre Dame de Paris, a vinte metros do solo, se encontra uma série de vinte e oito personagens representando os reis da Judéia antes de Cristo. Cada estátua mede 3.50 de altura.


Em 1793 , durante a Revolução Francesa, todas estas estátuas foram decapitadas . Os revolucionários confundiram os reis da Judéia com os reis da França. Mais tarde as cabeças foram redesenhadas e reconstruídas.



OBS: Uma dica que quase ninguém fala: Na Praça onde está a Catedral, em frente a fachada (a uns 30 metros da entrada principal), você vai encontrar uma placa de bronze que representa o marco zero de Paris. O marco zero da cidade é o marco geográfico que determina o quilometro zero de todas as estradas que saem da cidade, servindo de referência para o cálculo das distâncias entre Paris e as demais cidades francesas.

O marco é formado por uma rosa dos ventos gravada no centro de um medalhão octogonal de bronze, o qual está no centro de 4 peças de pedra, formando um círculo. Em cada uma dessas pedras, as inscrições em letras capitais: “POINT”, “ZÉRO”, “DES ROUTES” e “DE FRANCE” - que significa, “Ponto zero das estradas da França”.


Depois de fotos e mais fotos ... pegamos novamente o metrô e fomos conhecer a tão falada Place de la Bastille, Praça da Bastilha.

A Praça da Bastilha está localizada no mesmo local onde se encontrava a prisão da Bastilha até o momento de sua destruição, durante a Revolução Francesa de 1789. A prisão da Bastilha tinha sido construída entre 1370 e 1383 e era ali que eram encarcerados os prisioneiros políticos e religiosos. Essa prisão se transformou no símbolo da opressão, sendo destruída pelos insurgentes durante a Revolução Francesa.

As duas grandes atrações da praça são: a Ópera Bastille, construida no lugar da antiga Estação ferroviária, e o Monumento central : Colonne de Juillet (Coluna de Julho), que foi erigida em homenagem à revolução de julho de 1830.

Para vcs terem uma idéia da importância desta praça : É nela o ponto de partida das manifestações sindicais, É onde acontece o grande baile popular do 13 de julho, organizado todos os anos pela Prefeitura, é de onde saem todos os desfiles das minorias, como o Gay Pride, é ponto de partida, todos os domingos às 14.30, de um passeio por Paris em rollers e é se instala, todas as quintas e domingos, o marché Bastille do boulevard Richard Lenoir. Das 8 às 14 horas.

OBS: Marché Bastille: Como todos os outros mercados, o mercado da Bastilha oferece verduras e legumes, peixes, carnes, roupas e armarinhos, comidas preparadas, muitos queijos e pães, cogumelos variados. Além disso, algumas barracas se especializam em produtos orgânicos. Tem também espetáculos de malabarismo, cantores e outras artes.

Ópera Bastille

Monumento central

Visitar a Praça foi algo super rápido pelo seu tamanho pequeno ... caminhamos entre algumas ruas e dali resolvemos voltar para Montmartre: queríamos conhecer o tão falado Molin Rouge.


Assim que chegamos já tinha uma fila de pessoas muito bem arrumadas esperando para entrar e ver o espetáculo (ou seja, se quiser ir ... vá arrumado). Eu queria muito ter assistido ao show, mas infelizmente só tivemos 5 dias em Paris e tive que abrir mão de algumas coisas e prol de outras.

Caminhamos por toda a Boulevard Rochechouart, pela Pigale e passamos na porta dos váriossssssss sex shops !!!!! A rua Pigale possui uma concentração de salas de projeção de vídeos pornográficos e uma vida noturna das mais agitadas, em torno de casas de espetáculos, discotecas, bares e cafés.


Dali, foi hora de voltarmos ao hotel, queríamos tomar banho, descansar um pouco, comer um famoso crepe francês e depois aproveitar o passeio de barco pelo Rio Sena.

OBS: Quando almoçamos no Louvre, sentamos em uma mesinha ao lado de algumas brasileiras. Quando vi eles falando da decepção com Paris, resolvi puxar papo ... Entre uma conversa e outra, eles me contaram que fazer o passeio de barco pelo Rio Sena durante o dia foi uma das maiores decepções !!!! Você só vê muros, o telhado de alguns monumentos e um monte de pontes praticamente iguais. Por causa disto, resolvemos então fazer o passeio noturno.

O passeio é muito bonito !!!!! Realmente a maior parte do que se vê são os muros, mas como a noite as pontes são todas iluminadas, os monumentos são todos iluminados (inclusive os telhados) (rs.....) e você tem uma visão privilegiada da Torre iluminada ... o passeio se torna muito bonito.



Louvre


Um pedacinho da Notre Dame




Bem ... por hoje é só !!!

Beijinhos !!!!!


*Créditos:

http://olhosdamonalisa.blogspot.com
http://www.conexaoparis.com.br/
http://pt.wikipedia.org/



5 comentários:

Bibia Bueno disse...

**** suspirossss

e a última foto? ai ai...

Beijocas! =^ᴥ^=
Bia

Sandrinha disse...

Bom dia Tetê!
Amiga do meu coração!
Espero q esteja td maravilhoso contigo.
Estou morrendo de saudade, do seu cantinho e de vc.Mas ando super dedicada ao curso, por isso meio sumidinha.
Amei suas fotos e os lugares são lindos.
A vontade de visitar e conhecer Paris é mto estimulante, ainda mais com esses visuais mostrado por vc aqui no blog.
Adoro suas dicas, sempre verdadeiras e super interessantes.
Tenha um final de semana espetacular!!!

Mil beijinhos!!!

Helen Harris disse...

Olha, eu estou adorando esses posts sobre Paris. Além de estar tendo uma aula sobre a cidade e seus points culturais, os posts são tão detalhados que me sinto lá! Só não deu para sentir o gostinho do sorvete maravilhoso da Berthillon :)
Beijinhos e bom final de semana!

Marta disse...

Ahh Tete.. eu nunca fiz esse passeio, mas dizem que a noite é mais bonito mesmo.. e mais romântico tb, né?
Beijos

Any Brasil disse...

geeente que soonho esse lugar, lindas fotos. adorei seu blog, já tô te seguindo, te espero no meu blog
trendluxo.blogspot.com