domingo, 18 de dezembro de 2011

Fênix

Sim ... às vezes me sinto a fênix ... já caí e já me machuquei tantas vezes. Algumas feridas ainda estão expostas, algumas outras cicatrizadas, algumas que nem o tempo vai curar ... Mas eu levanto,sacudo a poeira, enxugo as lágrimas e dou a volta por cima ... da melhor maneira possível.

Minha mãe neste momento está em casa. Em Janeiro ela terá que voltar ao hospital para fazer os procedimentos que não puderam ser feitos durante estes 12 dias de sofrimento. Graças a Deus ela está bem ... posso dizer que bem recuperada ...

Eu ainda me encontro em pequenos pedaços por tudo que vi e tive que passar. É complicado você ter que ser o pilar de uma família. Ter que segurar a barra sozinha, ter que escutar dos outros que tudo depende de você e da sua força e por momentos tudo que vc precisa é que alguém segure você por uns instantes para que o fôlego possa ser recuperado.

Mas nada disto importa. O que sinto neste momento, não importa. Eu enfrentei meus medos, minhas angústias, minhas dores e travei uma luta insana contra a minha cabeça. Quem teve depressão e crise do pânico alguma vez na vida, sabe que a cada dia temos que ganhar uma batalha. Venci. Vencemos. E é isto que importa.

No meio destas batalhas algumas notícias me fizeram sorrir e foram elas que amenizaram toda a angústia destes dias de trevas.

Minha mãe está bem, minha avó está bem, meu marido está bem e meus cachorrinhos estão bem. Não quero e não preciso de mais nada para ser feliz.

Obrigada pelas orações, pelas palavras de carinho, pelos e-mails, pelos telefones ... OBRIGADA por tudo.

Tenham uma semana MARAVILHOSA !!!!!!

Beijinhos !!

2 comentários:

Vanessa disse...

Maitê, em situações como essas sempre tem alguém, uma pessoa que segura todas as barras...justo ou injusto? Não sei... sei que não é fácil para quem tem que segurar a barra... mas também sei que é confortante para aqueles que não tem tanta força assim e que sabem que podem contar com aquela pessoa... Deus ilumine você e te dê muita força! Muitas alegrias para 2012 e muita, muita saúde para sua mãezinha e sua avó! O que mais podemos querer não é mesmo???
Um beijo! E continuo orando por sua Mãe!

Meriellen disse...

Visito sempre seu blog, embora não comente, estava meio afastada... também estou passando por problemas na minha vida, graças a Deus não é relacionado a saúde, mas me separei e tá sendo diicil pra mim, mas nós mulheres somos como voce disse fenix que surgem das cinzas e fazem do final um novo começo!! bj