quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Snow White

Outro dia eu estava assistindo aquele programa Amor & Sexo e me revoltei quando a psicóloga do programa veio com um papo de que era um absurdo pais e mães incentivarem meninas a lerem e verem filmes de conto de fadas. Que nestes contos de fadas, a mulher sempre aparece como submissa e sempre precisava de um homem (príncipe) para salvá-las. Neste momento a Fernanda Lima pergunta então que histórias deveríamos incentivar ... A "brilhante"psicóloga responde que no momento ela não tinha nada em mente, pois estava fora desta fase da vida dos pais, mas como alguns participantes do programa citaram alguns personagens ... ela citou entre outros SHREK !!!!!!!

Sério mesmo que eu devo tirar a fantasia, o sonho e a imaginação da minha filha e só devo fazer com que ela acredite em um monstrinho verde que mora no lodo e é porco (ok, eu adoro shrek, mas que ele é porco, isto ele é) ?????

Ah ... pelo amor de Deus ... sempre fui APAIXONADA por contos de fadas, quando era criança sonhava com o príncipe chegando no cavalo branco ... e nada disto fez com que eu crescesse tendo em mente que só um homem me salvaria e que eu deveria ser submissa e humilhada pela bruxa má !!! Estudei muito, tenho dois diplomas universitários, trabalhei igual escrava e se não trabalho hj é por vontade do destino e não pq devo obediência, pq ser dona de casa é meu sonho de consumo (nunca foi ok??) , pq marido exigiu ou por qualquer outra razão.

Em homenagem a esta pessoa que me fez ficar revoltada durante a noite ...  A FESTA DA BRANCA DE NEVE (rs.............).

 












 
 
Beijinhos
 
 
 
 
 
 


7 comentários:

Danee disse...

Eu acho que essas(es) psicólogos exageram. Tudo depende de como os pais vão levar essas histórias. Eu mesma vi a pequena sereia mais de 27 vezes. hahahhaahah

beijocas

Carol Celeghin disse...

Que me desculpem aqueles que realmente levam a profissão a sério, mas acho que tem muito psicologo por aí só atrás de fama, de aparecer em programas de televisão (aquele da Fátima Bernardes está cheio destes pseudo-terapeutas).
A mulher nem sabe do que está falando, pois diz para não ler contos de fadas para as crianças, mas indica o filme "Shrek", um conto de fadas do ponto de vista dos excluídos. Ou ela se esqueceu que a Fiona é uma princesa que precisa da ajuda de um príncipe para quebrar o feitiço?
Já avisei meu marido, quando tivermos filhos (e até antes) vou ler muito para eles, pois devo meu gosto pela leitura a minha mãe que sempre lia para mim.
E vou ler de tudo, contos de fadas, Harry Potter, receita de bolo... tudo que tiver em mãos. Assim além de criar um leitor vou ter um filho que poderá escolher qual seu tipo de livro preferido(se bem que se for gordinho vai adorar livro de culinária... hehehe.

Beijinhos... Carol Celeghin
http://carolinaericardo.blogspot.com.br

Marta disse...

Tb não concordo Tetê...sou apaixonada por todas as princesas..tenho até DVDs...rssssss
Beijos

Patrício e Vívian disse...

Ai, também fquei revolada com os comentários dela! Aliás, sempre acho os comentáris muito radicais... Acredito que infância precisa de fantasia, de sonho e de contos de fada! Cada fase é importante e não devemos pular etapas! Por isso, Izadora vai ouvir muuitas histórias de princesas!! bjsss

Karol disse...

Também assisti a este dia! Fiquei revoltada com a forma em que algumas pessoas enxergam essas coisas! Colocam maldade em tudo!

Gisele Hansser disse...

Faço minhas as suas palavras!!!!

Anna Almeida disse...

A história de conto de fadas deixa a mulher submissa, né? E essa vulgaridade que vivemos hoje onde as mulheres são tratadas como cachorras, isso não é submissão e humilhação, é o que então? Hipocrisia, Maitê. Essa senhora defende é esse tipo de 'liberdade': a mulher virar escrava da beleza pra satisfazer os homens e perder a noção de sensualidade, tornando-se totalmente vulgar. Fala sério.
Sua filha é uma princesa e merece ser tratada como tal.
Beijo pra vocês.