terça-feira, 9 de junho de 2009

Dinheiro X Cartão de crédito - Dúvida nas viagens internacionais

Oi meninas !!!!

Bem .... amanhã de manhã cedo estarei partindo rumo ao aeroporto para curtir uns dias de tranquilidade com o maridão .. Por este motivo estarei meio ausente do blog até Segunda-feira !! Prometo que se der apareço por aqui para saber das novidades de vocês.

Fica aqui uma dica para quem vai viajar pelo exterior !!

ÓTIMO FERIADO PARA TODAS !!!!!!!!!!!
Beijinhos !




Essa é uma dúvida bastante frequente dos passageiros que embarcam para uma viagem ao exterior. Vamos verificar algumas vantagens e desvantagens de cada forma de pagamento das despesas no exterior:



Dinheiro vivo

O ideal é não levar todo o dinheiro em "cash". Uma boa média é calcular um terço do valor total para levar em dinheiro vivo. Faça a conversão antes de ir, para não perder duas vezes com o câmbio, no caso de estar indo para um país cuja moeda seja diferente do dólar ou do euro.



Cartão de crédito

A fatura é calculada com o câmbio do dia de seu fechamento. Com isso, o cartão dá espaço para sustos como ir viajar com o dólar a R$ 2,00 e pagar a conta com o dólar a R$ 2,40. Outra desvantagem são as taxas cobradas pelas bandeiras e a cobrança de imposto de 2,5% .A vantagem é que estabelecimentos comerciais no mundo inteiro aceitam sua utilização. E empresas de aluguel de carro e hotéis costumam pedir a apresentação de um cartão de crédito para o bloqueio de determinada quantia, usada como garantia de pagamento ou cobertura de extras.


Visa Travel Money

O VTM é um cartão de débito pré-pago, recarregável, que pode ser adquirido em dólares e euros.A vantagem é que o viajante fecha o câmbio no dia em que carregou o cartão. Com isso, não está sujeito a variações cambiais.

Vale lembrar que no Visa Travel Money há uma cobrança de 0,38% de IOF na hora da compra da moeda e uma taxa de R$ 2,50 por saque, independentemente do valor.

Para carregar o cartão, é preciso fazer um DOC ou TED para a empresa, e o valor correspondente em dólares ou euros é liberado.


Traveler cheque
Os cheques de viagem são trocados por dinheiro, em instituições financeiras de vários países, pela taxa de câmbio do dia.

É preciso atentar às taxas cobradas sobre o valor trocado, que podem chegar a 10% em países como Argentina e Chile. E certificar-se que o país de destino aceita cheques de viagem.

Como vantagem sobre o dinheiro em espécie, destaca-se a possibilidade de reembolso pelo banco no caso de perda ou roubo.

Na maioria das instituições financeiras, eles só são aceitos com a apresentação do passaporte e com a assinatura do cheque na frente do caixa.

Além de travelers cheques em dólares americanos, há em dólar australiano, dólar canadense, euro, franco suíço, libra esterlina e iene.

* Dica retirada do blog : http://behappyhoneymoon.blogspot.com

10 comentários:

Fer disse...

Boa Viagem!!!!!!!

Noiva Amanda disse...

Boa viagem!!!!

♥ Karlinha ♥ disse...

Ótima dica, Tetê!

Olha, quando fomos pra Buenos Aires levamos dinheiro suficiente para os dias que ficamos. Não precisamos usar o cartão. Quando o maridão foi pra Itália, ele ficou lá 20 dias, aí sim ele precisou usar o cartão, mas usou em útlimo caso. Só por necessidade. Ele é muito controlado. Se fosse eu íria gastar todo o limite e depois iria ver a facada aqui. hahahaahaha

Beijinhos e uma ótima viagem

Cristina Gallardo disse...

Um ótima viagem para vocês!!!

Luciana disse...

Querida, aproveite bastante, viu?
Ótima viagem para vcs!
Bjs

Poliana disse...

Uma ótima viagem pra vocês!!
Eu fui pra Buenos Aires mês passado e usei o VTM. Achei ótimo e super prático.
Recomendo!
Bjsssss

Fernanda disse...

Maitê, ficou um arraso sua festinha. Depois, vou querer a receita do bolo. Foi você que fez?

Beijos e uma ótima viagem!

Fernanda.

Vivia disse...

Saudades de você!!!! Assim que voltar, vamos marcar pra se encontrar???

Beijos!

Nanda disse...

Hum que lindo! Boa viagem ! E volte para nos contar tudo!
Beijos

disse...

Tem selinho diferente no meu bloguito pra vc! Beijocas