terça-feira, 8 de maio de 2012

Faxina da Alma

 Faxina da Alma




Não importa onde você parou,  em que momento da vida você cansou.
 
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as   esperanças na vida e, o mais importante, acreditar em você de novo. 

Sofreu muito  nesse  período? Foi aprendizado. 

Chorou muito? Foi limpeza da alma.

 Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia. 

Sentiu-se só por diversas vezes? É porque fechaste a porta até para os anjos. 

Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora.

Pois é… agora é hora de reiniciar, de pensar na luz, de encontrar prazer nas coisas simples de novo. 


Um corte de cabelo arrojado diferente, um novo curso, ou aquele velho desejo de aprender a pintar, desenhar, dominar o computador, ou qualquer outra coisa. Olha quanto desafio, quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando… Ta  se sentindo sozinho? Besteira, tem tanta gente que você afastou com o seu “período de isolamento”.

Tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu  para “chegar”  perto de você. Quando nos trancamos na tristeza, nem nós mesmos nos suportamos, ficamos horríveis. O mau humor vai comendo nosso fígado,  até a boca fica amarga. Recomeçar… Hoje é um bom dia para começar novos desafios. 


Onde você quer chegar? Alto? Sonhe alto! Queira o melhor do melhor. Queira coisas boas para a vida. Pensando assim, trazemos prá nós aquilo que desejamos.

Se pensamos pequeno, coisas pequenas teremos. Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente lutarmos pelo melhor, o melhor  vai se instalar na nossa vida. E é hoje o dia da faxina mental.


 Jogue fora tudo que te prende ao passado, ao mundinho de coisas tristes. Fotos, peças de roupa, papel de bala, ingressos de cinema, bilhetes de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados.

Jogue  tudo fora, mas principalmente esvazie seu coração. Fique pronto para a vida, para um novo amor.

Lembre-se, somos apaixonáveis, somos sempre capazes  de amar muitas e muitas vezes, afinal de contas, nós somos o “Amor”. 

Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura. 


   Carlos Drummond de Andrade



OBS: Não meninas ... não estou triste, deprimida, cansada, chateada, com raiva ou qualquer coisa do gênero ... Apenas quis dividir este texto do mestre Carlos Drummond de Andrade, pois sempre tem alguém precisando ler coisas bonitas ou que a façam sentir melhor.



Beijinhos enormes !!!




3 comentários:

Sandrinha disse...

Lindo Tetê!
As vezes sem querer,qdo postamos certos textos,acabamos por dar uma forçinha p/ quem precisa.
Sabemos que tem mta gente q visita nossos blogs, msm sem deixar comentários!

Beijinhos recheados de amor p/ vcs!!!

Fê Mello disse...

Esse txto é belíssimo, :)
E que maravilha você está grávida, parabéns Maitê!! Desejo muitas felicidades para você e seu marido. :)

Já sabe qual será o tema da festinha do chá de bebe?

Beijos, e ótima tarde.

Fê Mello

http://www.noivadoedgar.blogspot.com.br/

Lovely by Thais disse...

Ola flor, que lindissimo seu blog ;D
reamente a alma preciza de vez em quando heim!
ja estou seguindo pra ficar por dentro das novidades!
Tem post novo la no meu blog, da uma passadinha por la!?
**Blog**
se gostar segue tbm?
bjinhus e ótima terçã pra vc ;*