quarta-feira, 25 de julho de 2012

Sobre querer ficar sozinha

Um dos principais motivos de não ficar falando sobre a minha gravidez no blog foi evitar os tão famosos pitacos. Sempre tem por aí alguém pronto para dar um pitaco e de preferência de mal gosto.

Pude constatar isto no meu facebook. Várias das coisas que escrevo por lá, sempre aparece um "amigo" "desejando" que tudo dê errado.

Se você diz que vai fazer cesária, alguém aparece com suas teses e diz que o parto normal é melhor. Se você diz que quer tentar o normal, outra aparece e diz que a cesária é melhor. Se você diz que vai recomeçar a programar viagens, aparece mais meia dúzia de pessoas dizendo que a vida acabou (já falei sobre isto aqui), se você diz que anda com muito sono, mandam você dormir agora pq depois que a criança nascer você não vai dormir nunca mais, se você diz que anda com muita fome, lá vem alguém falar que você está gorda e vai assim adiante.

Para evitar estes comentários por aqui, vetei ficar falando sobre os meus momentos barriguda.

Pois bem ... Apesar de ter passado por experiências horríveis de grosserias gratuitas vindas de blogueiras grávidas que sempre diziam ser estúpidas por causa dos hormônios da gravidez, sempre achei que estas meninas usavam esta desculpa para distribuir patadas. Acontece que tem uns 15 dias que ando em um mau humor terrível... Me irrito com toda a facilidade do mundo e para evitar ser uma grossa ambulante, resolvi que ficar quietinha no meu canto era a melhor solução. E não é que estava dando certo ?? Ficava aqui na minha, tranquila, na paz, fazendo as minhas coisas ... uma hora ou outra o interfone tocava, aí eu respirava fundo e atendia com a máxima educação (apesar de torcer o nariz).

O problema é que por mais que você queira um tempo e se afaste das pessoas (pelo bem delas e da relação), algumas não conseguem entender isto!! Quando mais você pede o famoso "por favor dê um tempo", a pessoa vem e gruda em você chegando a ligar 4 ou 5 vezes por dia. E quando vc dá um chega pra lá a pessoa se chateia.

E eu confesso, não ando conseguindo me controlar. Metade do Rio de Janeiro está hospedado na minha casa esperando a chegada da Giulia e toda a paz que eu busquei durante toda a minha gravidez e não encontrei pelo simples fato de ser síndica do meu prédio, agora mesmo que virou um fato raro, ou melhor, inexistente por completo.

Quero ficar quieta, sozinha ou simplesmente calada e ninguém deixa. Se tendo explicar a situação, os comentários desagradáveis rolam : "Você é chata", "Ninguém quer ficar calada", "Você é estranha", "Você tem que ser educada" e por aí vai ... E aí o que acontece ????? Maitê fica ainda mais irritada e passa o dia trancada no quarto, navegando na internet e terminando as lembrancinhas de maternidade.

Não posso negar que ter todas estas pessoas por aqui mostram o quanto sou querida e o quanto esperam a minha filha com ansiedade. Mas ando extremamente incomodada em ver que a minha casa está uma bagunça enorme !!! Que está imunda !!!! Que não posso chamar a faxineira pq tem gente demais aqui dentro e não tem como se fazer faxina !! Que não há silêncio durante o dia !! Que tem gente demais se metendo em tudo !! Que não consigo comer o que quero, pq decidem o almoço e o jantar sem nem ao menos me consultarem ...

Em resumo, nunca pensei que fosse dizer isto, mas acho totalmente desagradável esta zona as vésperas de uma criança nascer. Claro, tem mães que gostam, que minutos antes de irem para a sala de parto fazem questão de terem 20 pessoas dentro do quarto da maternidade ... e eu não !!! Nunca fui operada, nunca tomei anestesias, estou nervosa, tensa e acho que estes momentos que antecedem o parto devem ser tranquilos para não aumentar ainda mais toda esta explosão de sentimentos e hormônios. Será que estou sendo assim tão mau agradecida ?? Tão neurótica ?? Tão chata ?? Tão antisocial ??

Aff ... tudo que queria neste momento era poder ficar sozinha.




Beijinhos !!!





7 comentários:

Cacau Venturini disse...

É óbvio que não está sendo chata, apenas sincera Tetê. E sinceramente, isto tudo é um direito seu... ter paz é um direito seu e de sua família (leia-se marido e filha). Eu, no seu lugar já tinha botado todo mundo pra correr sem nenhum remorso. É a tua paz que está em jogo amiga, seu sossego. Qto mais ansiosa vc estiver, mas difícil será todo o processo do parto e sua recuperação. Será que não dá pra essa galera ficar num hotel até a Giulia chegar? Está tão perto. Pensa nisto. Beijos.

Silvia disse...

Que situacao desconfortavel mesmo! Por um lado a gente sabe que é querida e amada, mas tem horas que a gente quer paz e sossego! Não posso falar de gravidez pq nunca experimentei mas qdo to de TPM (hormonios malucos tb!) volta e meia fico num humor de cão! Não quero marido, telefone, as vezes não tenho saco nem para a internet! Eu digo que é meu lado "animal" se manifestando pq bicho quer ficar quieto qdo tá "doente" =D

Mas olha seja qual for a sua escolha e a da filhota, tenho certeza que o parto será muito tranquilo e em pouco tempo você já vai estar de pé querendo ir para casa!

Beijocas!

Sandrinha disse...

Oi Tetê!
Não tiro a sua razão em nada.
As transformações, misturas de emoções e mal humor,são super normais, nesse finalzinho que antecedem ao dia do parto. Eu vivência isso a pouco tempo, vc sabe né!
Eu espero, que mesmo diante de toda essa "bagunça", vc consiga ter um momento só seu e da Giulinha.Procure, dentro do possível, se manter calma e serena.Peça a Deus p/ ter dar mta luz e paciência, p/ que vc possa contornar td com mta sabedoria e equilíbrio.
Sei que é difícil, mas tente entrar em sintonia,com aquele que realmente pode trazer a paz que vc precisa nesses momentos, nosso Pai.
Se precisar de alguma coisa, conta comigo tá!
Dentro do possível, me mantenha informada de td.
Aqui orando e torcendo sempre por vcs.
Mil beijnhos!!

Rach disse...

Tê,

Tudo o que queria te falar te falei naquele email que acredito que vc tenha lido! Nem mandei outro exatamente por entender que nesse momento não há muito o que falar ou fazer! Mas se preciso for, nem que seja somente para desabafar, pode me alugar, tá?!

Nunca estive grávida mas imagino o que está sentindo! É um mix de sensações, o corpo muda, a vida muda, pessoas querem estar perto, você quer elas perto mas quero sua paz também... Complicado, muito!!! Acho que o melhor a ser dito agora é: VAI PASSAR!!! TÁ ACABANDO!! rs

Nem todo mundo vai entender e nem precisa! O sentimento é seu, a vida é sua e ponto final!! Entendendo ou não, o momento é de respeitar!

E a senhora, tente se manter o máximo serena possível! Sei que é um pedido louco depois do seu post, mas vai por mim!!! Nos momentos que tiver mais vontade de sair correndo, respire beeeem fundo!!! A Paz está dentro de você (Tô praticando yoga, né!? rs), respira, busca isso!! Pense na carinha da sua pequena que já já estará com você!!! Só isso que importa agora!!!

Se precisar desabafar, gritar ou esbravejar, tamos aí!!! =)

Beijosss

Marta disse...

Tetê... eu não gosto de casa cheia e bagunçada.. ainda mais prestes a ter neném..
Acho que as pessoas tb deviam ter noção que não é um momento próprio.. é importante vc estar calma e sossegada...
Se for sua mãe, acho super válido para te ajudar, mas quando junta um monte de gente que só atrapalha..rsss...
Eu tô com baby pequeno e não quero casa cheia tão cedo.. ou pessoas que fiquem o dia inteiro tirando a rotina do seu baby.. o que stressa eles um bocado...
Bem.. fique tranquila.. não sei se fará cesárea, mas é super tranquilo e não dói nada! Vai ver que sua princesa logo estará em seus braços!
Beijos

Danee disse...

Não sei quantas pessoas tem na sua casa, mas eu fico um pouco irritada quando ficam na minha por muito tempo. E olha q nem grávida eu estou. Acho justo que você e seu marido queiram paz nesse momento. Pede pro pessoal procurar um hotel, até porque depois que a filhota for pra casa não vai dá pra eles ficarem aí.

beijocas

Vanessa disse...

Sou como você, Maitê. Nunca gostei que ficassem dando pitaco na minha vida! E quando estava grávida, nunca deixei. Esse é o seu momento, aproveite!
O importante é que tudo seja natural para você e para Giulia, o resto deixa pra lá!

Bom parto para você! Deus abençoe a Giulia